Mercado

Você sabe como surgiu a pasta americana?

Livro conta as origens de uma das preferências na hora de decorar bolos na confeitaria mundial

 

Que ela é uma delícia e abre as portas da criatividade para bolos incríveis, disso todo mundo sabe. Mas e a origem da pasta americana, quem aqui conhece?

De acordo com o livro “Professional Decorating”, de Toba Garett, que aponta a data de criação da pasta como 1558.

Tudo começou entre os séculos XVII e XIX, quando dizer que um bolo tinha “cobertura” era necessariamente se referir ao uso de marzipan para finalizar a receita. A preparação de amêndoas, nutritiva e deliciosa, era usada quase sempre em dias de festa, para produzir bolos bonitos e chamativos.  

Sua consistência já era bem similar à da pasta americana, dado que tanto um quanto o outro podem ser moldados e esculpidos a gosto do confeiteiro. Abertos com rolo, cortados com molde ou faca e preparados no formato desejado, tanto o marzipan quanto a pasta americana sempre tiveram a admiração dos comensais.

Pois a decoração de bolos continuou se desenvolvendo até a metade do século XIX, quando o glacê real caiu nas graças da confeitaria, e virou preferência mundial.

A primeira receita da pasta americana oficial era composta de água de rosas, açúcar, suco de limão, claras de ovo e espessante para dar firmeza à massa.

A eficácia foi tão grande que alguns dos ingredientes são usados até hoje na composição das pastas americanas atuais.

 

 

Leia também: Fábrica de Bolo Vó Alzira relança bolo que deu início à marca

Leia também: Comércio eletrônico paulista comemora avanço de 10,5% em seis meses

 

Fonte: Primeira Página

Redes Sociais